Cotidiano
 
Centro de Referência ao Imigrante muda de endereço nesta terça-feira
Atendimento será feito no ginásio poliesportivo do Pintolândia
 
Por - Redação I 26/12/2016 - 19:26 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
O novo local servirá de abrigo as crianças e familiares
O Centro de Referência ao Imigrante, criado pelo Gabinete Integrado de Gestão Migratória em parceria com organizações não-governamentais e instituições parceiras mudará de endereço a partir de terça-feira, dia 27.

O Centro, que funcionou na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil e do Mobiliário, na Avenida Surumu, 1976, São Vicente, por 30 dias, passa a atender agora no ginásio poliesportivo do Pintolândia, próximo a Praça Germano Augusto Sampaio.

A mudança de endereço atende a uma determinação da 1ª Vara da Infância de Juventude que determinou ao Governo do Estado e à Prefeitura de Boa Vista responsabilidades distintas no cuidado com crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade nas ruas de Boa Vista, pedindo dinheiro nos semáforos e calçadas juntamente com os pais.

O novo local servirá de abrigo as crianças e familiares. O Estado será o responsável em fornecer alimentação, como almoço e jantar, e o município terá a responsabilidade de cuidar do abrigo e servir o café da manhã. O não cumprimento da determinação poderá acarretar multa diária no valor de R$ 1 mil por pessoa. O prazo para se cumprir a determinação é de cinco dias.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Edivaldo Cláudio Amaral, disse na manhã desta segunda-feira (26), durante reunião do Gabinete Integrado que o Estado cumprirá a determinação judicial. “Já estamos fazendo a nossa parte. Existe uma determinação judicial para que as mães não fiquem com crianças nas ruas pedindo dinheiro e a partir de agora, com mais essa decisão, essas crianças com seus familiares serão recolhidos e levados para o abrigo”, declarou.

Outra preocupação do coronel Amaral é com relação ao grande número de pessoas que continua dando dinheiro nos sinais. “Pedimos à população roraimense que não dê em hipótese alguma dinheiro a essas mães e outras pessoas que ficam nos semáforos. O Centro de Referência ao Imigrante já dispõe de estrutura suficiente para alimentar e manter as necessidades básicas dessas pessoas”, alertou.

A mudança para o novo local inicia nesta terça-feira e até quarta-feira toda estrutura deverá estar pronta para receber os venezuelanos.

NÚMEROS

O Gabinete Integrado de Gestão Migratória já contabilizou em quase 60 dias de funcionamento dos Centros de Atendimento aos Migrantes e 30 dias do Centro de Referência ao Imigrante o total de 7.875 atendimentos.

Foram realizados 145 atendimentos médicos, 344 atendimentos odontológicos, 215 pessoas foram vacinadas, 6.652 refeições foram distribuídas, 170 pessoas foram encaminhadas para vagas de emprego e mais 349 pessoas receberam outros tipos de atendimento.

Durante esse período, os Centros também registraram a entrada de 3.039 pessoas no Brasil com destino a Boa Vista.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas