Diversão e Arte
 
Escritor indígena Cristino Wapichana lança seu novo livro na Praça das Águas
“Boca da Noite” conta um pouco da infância, da família, do cotidiano e da criatividade do povo Wapichana
 
Por - Redação I 22/12/2016 - 18:50 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
A sessão de autógrafos de Cristino Wapichana vai acontecer na Praça das Águas, às 20h
O escritor Cristino Wapichana lança nesta sexta-feira (23) em Boa Vista o livro “Boca da Noite”. A quarta obra publicada do autor indígena é da Zit Editora e traz uma história fascinante e cheia de surpresas para crianças e jovens curiosos. A sessão de autógrafos vai acontecer na Praça das Águas, às 20h.

“Boca da Noite” conta um pouco da infância, da família, do cotidiano e da criatividade do povo Wapichana. Em 2014, este texto de Cristino recebeu menção honrosa no Concurso FNLIJ/UKA Tamoios de Textos de Escritores Indígenas. As ilustrações do livro são da premiada artista Graça Lima, que consegue realçar ainda mais a beleza dessa história com seus traços e pinturas.

SINOPSE

O que será que acontece quando o sol mergulha no rio? Será que ele toma banho antes de dormir? E depois disso, será que ele passa a noite dormindo dentro do próprio rio? Essas são algumas dúvidas que levam os irmãos Dum e Kupai a subirem a Laje do Trovão, o lugar mais perigoso da aldeia.

Para aumentar a adrenalina, os garotos ainda tiveram que ir dormir depois da história que seu pai contou sobre a Boca da Noite. Kupai, protagonista dessa história, ficou se indagando antes de dormir: será que essa boca tem dentes? Ela fala? Tem nariz? E se tem boca, deve ter cabeça e corpo, não é mesmo?

Segundo Cristino, a história do livro consegue transportar a criança para a realidade dos povos indígenas, que é repleta de beleza, coragem e ensinamentos. “Essa é uma história que ficará na lembrança e corações de muitos leitores”, afirma.

As demais obras de Cristino são “A onça e o fogo” (2009), “Sapatos trocados: como o tatu ganhou suas grandes garras” (2014) e a “A oncinha Lili” (2014).

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas