Cotidiano
 
Oito equipes se classificam para a fase final da competição
Ao todo, 218 crianças participaram das provas, formando 30 equipes, sendo que 15 fizeram as provas na segunda-feira e as outras 15 concluíram nesta terça-feira
 
Por - Redação I 14/12/2016 - 10:20 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Igorh Martins
A final do torneio está prevista para o dia 19 de dezembro, a partir das 8h até as 12h
As provas da etapa classificatória por pontos corridos do I Torneio Municipal de Robótica terminaram nesta terça-feira, 13, com a disputa de mais 15 equipes na competição. Todas as provas práticas ocorreram no Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação (CCTI). A lista com as oito equipes finalistas será divulgada nesta quarta-feira 14, no site do ccti.boavista.rr.gov.br. A final do torneio está prevista para o dia 19 de dezembro, a partir das 8h até as 12h.

Ao todo, 218 crianças participaram das provas, formando 30 equipes, sendo que 15 fizeram as provas na segunda-feira e as outras 15 concluíram nesta terça-feira. Os alunos disputaram oito provas práticas com testes nas áreas de Core Values, Apresentação do Projeto de Pesquisa, Almoxarifado, Montagem e Desmontagem, Circuito de Programação e Designer do Robô. Cada uma dessas etapas foi realizada em salas diferentes.

Na sala de montagem e desmontagem, duas equipes estavam sendo selecionadas por vez para disputar quem montava e desmontava um robô no menor tempo possível. Na sala do designer os alunos tinham que explicar o design escolhido para seus robôs, em relação aerodinâmica, viabilidade dos sensores, pneus, rodas e a maneira que conectam os cabos. Todas as provas foram avaliadas pelos instrutores.

Ana Clara Lopes, de 9 anos, foi escolhida pela sua equipe os “Robôs de Elite” para exercer a função de apresentadora do projeto de pesquisa. Para ela, foi um momento de muito aprendizado. “Nem imaginava que tantas coisas que vão para o lixo, podem ser reutilizadas, nós seres humanos erramos muito com a natureza”, ressaltou.

Os alunos Cláudio Gabriel da Silva e Joaquim Manoel de Sousa estavam animados e ao mesmo tempo nervosos com a prova de programação de robô. “A gente tinha 25 minutos pra conseguir fazer com que o nosso robô pegasse a sacola de lixo e levasse para a área livre. Foi mais difícil porque tínhamos que nos preocupar com o tempo de prova, mas conseguimos obter 90 pontos nessa prova. Estamos contente com o resultado”, concluíram os alunos

Segundo o coordenador do CCTI, Johnny Pereira, esse é um momento único para o CCTI, um sonho que virou realidade por meio do projeto de robótica. “É tão gratificante prestigiar as crianças interagindo entre si e com seus pais, além disso, ver toda a nossa equipe empenhada em fazer o melhor, é um momento mais que especial pra gente”, concluiu.

O Projeto de Robótica é uma atividade extracurricular, que teve duração de cinco meses, voltado para as crianças da rede municipal de ensino que cursam o 4º ano e que têm idade entre 9 e 11 anos.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas