Diversão e Arte
 
Palácio da Cultura abre as portas para nova exposição
A artista, que tem oito anos de carreira, informou que as telas exprimem vivências pessoais e que o seu desejo é passar mensagens para a população
 
Por - Redação I 12/06/2012 - 13:40 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
A exposição contará com 20 telas trabalhadas com o estilo Naif
“Arte, espaço para todos”. Este é o nome da exposição da artista plástica mineira, radicada em Roraima, Maria Cândida Freitas que ficará aberta à visitação do público no Palácio da Cultura Nenê Macaggi. O lançamento será nesta terça-feira (12) às 18 horas e contará com apresentação do cantor Ismael Kauê.

A exposição contará com 20 telas trabalhadas com o estilo Naif. A artista, que tem oito anos de carreira, informou que as telas exprimem vivências pessoais e que o seu desejo é passar mensagens para a população roraimense.

Segundo Maria Cândida, seus trabalhos falam sobre infância, natureza, tempo, ausência, belezas do Brasil e também temas do contexto atual de nossa sociedade como política, dinheiro público e meio ambiente.

“Esta será a primeira vez que vou expor meus quadros. A ideia surgiu a partir do incentivo de familiares e amigos que me estimularam a apresentar meu trabalho para o público”, destacou Maria Cândida Freitas.

A artista informou que não possui nenhuma formação acadêmica e que começou pintando em uma folha de papel para ilustrar a capa de um livro. Depois não parou mais e diz que vê a pintura como uma terapia. Atualmente possui mais de quarenta telas.

A exposição ficará aberta à visitação do público durante duas semanas. O curador da exposição é Ricardo Brito. “A Unidade de Cultura está dando todo o apoio logístico necessário para a realização da exposição”, destacou Júlio Cezar, Conselheiro de Cultura representante das Artes Visuais.

ARTE NAIF

A Arte naïf ou arte primitiva moderna é, em termos gerais, a arte que é produzida por artistas sem preparação acadêmica na arte que executam (o que não implica que a qualidade das suas obras seja inferior). Caracteriza-se pela simplicidade e pela falta de alguns elementos ou qualidades presentes na arte produzida por artistas com formação nessa área.

As principais características da arte naïf (por exemplo, na pintura) são a forma desajeitada como se relacionam determinadas qualidades formais; dificuldades no desenho e no uso da perspectiva que resultam numa beleza desequilibrada mas, por vezes, bastante sugestiva; uso frequente de padrões, uso de cores primárias, sem grandes nuances; simplicidade no lugar da subtileza, etc.

SERVIÇO

Exposição: “Arte, Espaço Para Todos”.
Visitação: início dia 12/06/12

Hora: 18h

Local: Palácio da Cultura Nenê Macaggi

Curador da exposição: Ricardo Brito

Apoio: Unidade de Cultura/ SECD
 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas