Cotidiano
 
Defesa Civil alerta população para tomar cuidado com ataque de piranhas
Só no último feriadão, há registros de 10 a 15 possíveis ataques nas praias do Caçari, Polar e Cauamé
 
Por - Redação I 31/10/2016 - 19:27 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Segundo o coordenador da Defesa Civil, Amarildo Gomes, durante três dias as equipes vão percorrer os balneários para investigar as condições dos
Tendo em vista os recentes casos de ataques de piranhas nos balneários da capital, a Defesa Civil do município alerta a população para tenha mais precaução ao visitar as praias e, principalmente, as áreas mais profundas dos igarapés até que seja feito um estudo mais detalhado para saber dos riscos oferecidos. Só no último feriadão, há registros de 10 a 15 possíveis ataques nas praias do Caçari, Polar e Cauamé.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Amarildo Gomes, durante três dias as equipes vão percorrer os balneários para investigar as condições dos locais, além de atestar a espécie e quantidade estimada dos animais. Só assim é que se poderá pensar em interdição das praias.

“É preciso que a população colabore, evitando ir a esses locais até que seja seguro. Tivemos muitas denúncias neste último fim de semana e é preciso estabelecer um relatório detalhado sobre as condições, se trata-se de cardume ou de alguns espécimes. O que podemos dizer é que esta situação é atípica. Só tivemos registros isolados de ataques de piranhas, mas em regiões mais remotas”, afirmou Gomes.

A Defesa Civil acredita que é possível que as piranhas tenham se deslocado de regiões de seca em busca de comida nas partes mais cheias dos rios. Logo que os casos foram notificados, as equipes percorreram balneários, orientando banhistas e afixando placas de alerta.

A cada fim de semana e nos feriados, há equipes permanentes de guarda-vidas nos balneários Caçari, Caranã e Cauamé, no período das 13h às 18h. Além de estarem sempre em alerta para atuar em casos de afogamentos ou outros acidentes, estes também fazem recomendação de segurança aos banhistas, além de orientar quanto à limpeza e preservação do meio ambiente.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas