Cotidiano
 
“Escola Sustentável” motiva a comunidade escolar a cuidar do meio ambiente
O programa está na rede municipal de ensino desde 2014, fazendo da rotina escolar das crianças um momento de aprendizado e cuidado com a natureza
 
Por - Redação I 24/10/2016 - 19:09 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Andrezza Mariot
As escolas municipais Valdemarina Normando Martins e Maria Teresa Maciel, entraram como projeto-piloto por desenvolverem as primeiras ideias inovadora
Como posso transformar minha escola em um ambiente sustentável? Esse é um questionamento que há tempos tem sido pauta de discussão em 42 escolas de Boa Vista. Essas instituições de ensino fazem parte do Programa Escola Sustentável, do Governo Federal, e estão em busca de ações e práticas ecologicamente corretas no ambiente escolar e com a efetiva participação dos alunos.

O programa está na rede municipal de ensino desde 2014, fazendo da rotina escolar das crianças um momento de aprendizado e cuidado com a natureza. Oito escolas concluíram o plano de execução dentro do programa, são elas: Branca de Neve, Delacir de Melo Lima, Jardim das Copaíbas, Maria Teresa Maciel da Silveira Melo, Martinha Thury Vieira, Professora Edsonina de Barros Villa, Rujane Severiano dos Santos e Sonho Infantil.

A Escola Valdemarina Normando Nogueira, no bairro Nova Cidade, está prestes a concluir o plano. Para quem não lembra, a escola desenvolveu o projeto de captação da água que escorre das centrais de ar para irrigar os jardins, hortas e para a lavagem do pátio. Hoje, a unidade expandiu as ações e implantou um viveiro dentro da escola. A gestora, Maria Rodrigues, ressaltou que a meta principal agora é arborizar todo o ambiente escolar.

“Estamos com 250 mudas de plantas no viveiro para distribuir por toda a extensão da escola. Em breve, a escola Valdemarina terá muitas árvores frutíferas de pequeno, médio e grande porte como: açaí, cupuaçu, graviola, caju, acerola, ipê, cajá e muito mais. O importante é que os alunos estão participando desse momento e aprendendo sobre sustentabilidade”, disse.

No viveiro da escola, há um sistema de irrigação com aspersores (aparelhos usados na jardinagem que dividem o jorro d’água em gotículas e molham suavemente o solo), mas os alunos irrigam também com a água das 37 centrais de ar. As alunas do 5º ano, Ádria Eduarda, de 11 anos, e Dinitine Savanele, 10 anos, estão sempre colaborando com o projeto na escola. “Aqui em Roraima é muito quente e nós estamos com a ideia de arborizar a escola para melhorar o clima desse local aqui. Eu gosto de cuidar do meio ambiente”, disse Dinitine.

Logo na entrada da escola Valdemarina, está o jardim com vários tipos de plantas e enfeitado com materiais reciclados. O campo da escola é com gramado e passa também pelos cuidados da criançada. Todos os dias nas aulas de educação física é sagrado, enquanto uns brincam com as atividades esportivas outros são recrutados para cuidar da plantação, sob o monitoramento da professora Ivaneide de Almeida.

“Esse momento acontece nas minhas aulas de Educação Física para não atrapalhar o cronograma de aulas. É muito bom levar as crianças a conhecerem e cuidarem do meio ambiente, porque é um conhecimento que eles estão levando pra casa também”, disse Ivaneide.

As demais escolas também estão seguindo esse mesmo propósito. Estão passando por adequações como implantação de jardins, hortas e viveiros, uso consciente da água, reúso da água que sai das pias e ar-condicionado, arborização do espaço escolar, reutilização de materiais recicláveis e muito mais.

Reúso da água da pia e ar-condicionado das escolas

Dentro deste contexto, estão também as 20 escolas municipais que desenvolvem o projeto municipal intitulado “Implantação de Sistemas de Reutilização das Águas das Pias e dos Aparelhos de Ar Condicionados”´, feito em parceria com o Ministério Público de Roraima, profissionais do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde e do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua).

Foi acordado que o MP/RR é quem forneceria os materiais por meio de repasses de valores ou materiais, oriundos de Termos de Ajustamento de Conduta. No orçamento do projeto estão incluídos materiais como baldes, caixas d'água, regadores, braçadeiras, mangueiras, bombas de água. As escolas municipais Valdemarina Normando Martins e Maria Teresa Maciel, entraram como projeto-piloto por desenvolverem as primeiras ideias inovadoras de reúso da água.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas