Política
 
Exército e Aeronáutica fazem transporte das urnas para áreas de difícil acesso
No total, 14 urnas foram distribuídas para as vilas Sacaí, Caicumbi, Terra Preta e Cachoeirinha, localizadas no município de Caracaraí
 
Por - Redação I 30/09/2016 - 17:01 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Orib Ziedson
Os helicópteros fazem o transporte dos servidores da Justiça Eleitoral e das urnas eletrônicas que serão usadas no dia 2 de outubro nas áreas de
A Justiça Eleitoral roraimense iniciou nesta quarta-feira (28), o transporte das urnas eletrônicas para as áreas de difícil acesso. Um helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB) saiu de Barcelos, no Amazonas, com destino à região ribeirinha do Baixo Rio Branco, no sul do Estado. No total, 14 urnas foram distribuídas para as vilas Sacaí, Caicumbi, Terra Preta e Cachoeirinha, localizadas no município de Caracaraí, e Santa Maria do Boiaçu, Itaquera e Paraná da Floresta, pertencente à Rorainópolis.

Na manhã de ontem (29), o helicóptero da FAB saiu da Base Aérea de Boa Vista para fazer a logística de distribuição das urnas para as comunidades indígenas Bala e Roça, em Pacaraima, Leão de Ouro, no Amajari, e Sikamabiu, reserva indígena Yanomami localizada em Alto Alegre. Foram distribuídas ainda quatro urnas para as comunidades indígenas do Manalai e Serra do Sol, localizadas no município do Uiramutã, no norte do Estado.

Nesta sexta-feira (30), um helicóptero do exército brasileiro saiu de Manaus, no Amazonas, para fazer a logística de distribuição das urnas para as comunidades indígenas do Jatapuzinho, no município de Caroebe, e Aldeia do Rio Anauá, em São Luiz.

Nesta logística, os helicópteros fazem o transporte dos servidores da Justiça Eleitoral e das urnas eletrônicas que serão usadas no dia 2 de outubro nas áreas de difícil acesso. As aeronaves retornarão para Boa Vista na segunda-feira (02/10) trazendo as urnas eletrônicas e os servidores que atenderam essas regiões.

“Esse ano o exército e a aeronáutica estão atuando de forma imprescindível para a distribuição das urnas eletrônicas em áreas de difícil acesso, com competência e compromisso com a cidadania brasileira”, disse o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), desembargador Mauro Campello.

Toda a equipe do Baixo Rio Branco foi deslocada de Boa Vista até o município de Caracaraí por via terrestre, no dia 25 de setembro. De lá, seguiram por via fluvial até a base de operações na comunidade de Santa Maria do Boiaçú, onde aguardaram a chegada das urnas e materiais dos mesários, conforme planejamento da logística aérea do setor sul.

Da base de operações, todos os técnicos foram deslocados por via aérea até as suas respectivas localidades de trabalho, onde deverão efetuar todos os procedimentos definidos de verificação dos locais e convocação e treinamentos dos mesários.

TRANSPORTE TERRESTRE

Também ocorre a distribuição, por via terrestre, de 673 urnas eletrônicas que serão utilizadas nos municípios do interior do Estado. No total, três veículos fazem a logística de transporte, sendo que um vai para a região sul, que abrange Mucajaí, Caracaraí, São Luiz e Rorainópolis, um se desloca para o norte, que compreende Alto Alegre, Amajari e Pacaraima, e outro vai para a área leste, que atende os municípios do Cantá, Normandia e Bonfim.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas