Cotidiano
 
Sete pessoas são condenadas por tráfico de drogas em Pacaraima
A pena dos réus somada totaliza 66 anos e três meses de reclusão em regime fechado
 
Por - Redação I 08/09/2016 - 19:29 -
———————————————————————————————————————————
Denúncia protocolada pelo Ministério Público de Roraima (MPRR) resultou na condenação de sete pessoas por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A pena dos réus somada totaliza 66 anos e três meses de reclusão em regime fechado. Os crimes foram praticados no município de Pacaraima.

Conforme a decisão, proferida pelo juízo da Comarca de Pacaraima no último dia 15/08, os elementos apresentados pelo MPRR comprovaram os crimes praticados pela organização criminosa, desarticulada na operação “Conexão Pacaraima”, deflagrada pelo MPRR e Polícia Federal em 2015.

De acordo com o documento, Ronne Von Guimarães, Renato Guimarães Brandão, Samuel Fernandes da Silva, Flávio Santos de Souza, Anderson dos Santos Ribeiro, Sídio Neves Ribeiro e Luzia Lima Camara infringiram a Lei 11.343/2006, que prevê como crime o tráfico de drogas e a associação para o tráfico, respectivamente, importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda.

Conexão Pacaraima

Desencadeada em julho de 2015, a Operação Conexão Pacaraima resultou em seis mandados de prisão, uma condução coercitiva, seis mandados de busca e apreensão, dois autos de prisão em flagrante delito por tráfico de drogas e dois termos circunstanciados de ocorrência por porte de drogas para consumo.

Conforme as investigações conduzidas pelo MPRR e Polícia Federal, a organização criminosa contava com oito integrantes, sendo que as vendas aos usuários eram realizadas através de encomendas por telefone (Disk-Droga) e entregues nas proximidades do antigo palco do “Micaraima”, e em outros pontos na sede de Pacaraima.

Após monitoramento, foi constatado que a organização criminosa tinha também ramificações em Boa Vista e uma célula, responsável pela logística da droga oriunda de Manaus/AM para a capital roraimense.

O promotor de Justiça substituto de Pacaraima, Diego Oquendo, afirma que o resultado positivo da operação mostra a seriedade do trabalho desenvolvido pelos órgãos responsáveis pela persecução penal.

“Após sete meses de investigações, pautadas pelo uso da inteligência, foi possível desmantelar organização criminosa que efetuava o tráfico de entorpecentes em Pacaraima, além da distribuição para outros municípios. A sentença é uma resposta aos anseios da sociedade que, em razão da prática do tráfico de drogas no município, se via tolhida no exercício do seu direito à cidadania”, finaliza o promotor.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas