Empreendedor
 
Avanços do Redesimples são discutidos em encontro
Com o funcionamento desse sistema, os procedimentos de abertura, alteração ou baixa de empresas são feitos de maneira digital, integrando todos os órgãos envolvidos
 
Por - Redação I 31/08/2016 - 20:25 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Eduardo Andrade
O encontro com a finalidade de analisar e discutir os avanços conquistados com a implementação da Redesimples no estado ocorreu nesta quarta
O Subcomitê Gestor da Rede Estadual para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios do Estado de Roraima, em parceria com o Sebrae/RR, promoveu nesta quarta-feira, 31, um encontro com a finalidade de analisar e discutir os avanços conquistados com a implementação da Redesimples no estado.

Com o funcionamento desse sistema, os procedimentos de abertura, alteração ou baixa de empresas são feitos de maneira digital, integrando todos os órgãos envolvidos. Além de reduzir a utilização de papel, também reduz o tempo de espera para a formalização do negócio. Agora, o prazo gira em torno de cinco dias.

O encontro contou com a participação de representantes municipais de vários segmentos que na ocasião participaram de uma palestra dos consultores do Sebrae Nacional, Túlio Silveira e Marcelo Silva. O diretor da Vigilância Sanitária Municipal, Fabrício Medeiros, foi um dos participantes. Ele destacou os benefícios alcançados pelos empresários com implantação do novo sistema.

“O Redesimples é um projeto nacional, um chamado para que todos os órgãos públicos do Brasil inteiro para que se mobilizem e façam esforços de simplificar os procedimentos de abertura de uma empresa. A ideia é estimular a economia em cada cidade. Aqui em Boa Vista a prefeitura montou a base única, um grupo de trabalho que envolve a Secretaria Municipal de Finanças, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Emhur e Secretaria de Obras e Urbanismo”, destacou o diretor.

Ele acrescenta que nesse grupo de trabalho a Vigilância Sanitária já avançou na simplificação da documentação necessária para que o empreendedor possa se regularizar junto ao órgão. “Conseguimos reduzir o prazo para liberação de alvarás para atividades de baixo risco que são a grande maioria das atividades do município cerca de 70%. Antes um processo demorava em média de um a três meses e agora conseguimos liberar em três dias. Todo esse trabalho, essa mobilização que a Vigilância está fazendo é fundamentada na legislação”, explicou.

A Redesimples é coordenada pela Junta Comercial, local onde o empreendedor inicia o processo de registro da empresa. A implantação do sistema conta com a participação da Secretaria das Micro e Pequenas Empresas, do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração, do Sebrae Nacional e Roraima, Governo de Roraima, , Prefeitura Municipal, Órgãos Federais e entidades de classe empresarial e órgãos municipais, como a Secretaria Municipal de Finanças e a Vigilância Sanitária Municipal.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas