Cotidiano
 
Mesa Redonda debaterá relação do Sistema de Justiça com a Imprensa
O objetivo é discutir a melhor maneira de projetar a imagem da Justiça Estadual nos veículos de comunicação do estado de Roraima
 
Por - Redação I 09/08/2016 - 09:26 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
“O papel da imprensa é fundamental, tornando-se um importante instrumento para segmentação dos Poderes”, diz o defensor público-geral em exerc
A Defensoria Pública do Estado (DPE) e o Tribunal de Justiça (TJ), em parceria com demais órgãos que compõem o Sistema da Justiça Estadual, vão realizar amanhã, terça-feira, 9, Mesa Redonda que debaterá relação do Judiciário com a Imprensa. a Defensoria Pública do Estado (DPE) A programação faz parte da Semana alusiva em comemoração ao Dia do Direito, do Advogado e do Magistrado.

O objetivo é discutir a melhor maneira de projetar a imagem da Justiça Estadual nos veículos de comunicação do estado de Roraima. Para falar sobre o funcionamento e o papel perante a sociedade desempenhado pela Defensoria, a mesa terá o defensor público-geral em exercício, Natanael Ferreira representando os membros da Instituição.

Para o defensor, o papel da imprensa é fundamental, tornando-se um importante instrumento para segmentação dos Poderes, mas é aconselhável à imprensa ter uma melhor compreensão das funções de cada órgão do Sistema de Justiça. Ele acredita que o bate-papo contribuirá no diálogo.

“Podemos perceber que ainda existe certa confusão na compreensão do papel que cada órgão exerce. Hoje pela nossa lei, a Defensoria Pública não é meramente um órgão de jurisdição, mas também de educação em direitos. Então, além dessa função judicial nós temos a função de formação. É preciso entender primeiramente as funções institucionais da Defensoria Pública e demais órgãos que compõe o Sistema de Justiça”, explicou o defensor.

Na mesa redonda além da Defensoria Pública, Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Roraima e Tribunal de justiça de Roraima para esclarecer a função de cada um desses órgãos para a imprensa, além de debater dúvidas e sugestões que surgirem, visando melhores práticas na realização de uma comunicação judiciária de qualidade.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas