Empreendedor
 
Empresas com pendências na Guia de Informações Mensais terão inscrições suspensas
Empresas com pendências fiscais podem ter a inscrição estadual suspensa
 
Por - Redação I 14/06/2016 - 14:28 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Chefe da Divisão de Informações Econômico Fiscal da Sefaz, Palmira Leão
Vinte por cento das empresas sob Regime Normal de Tributação junto ao Estado de Roraima terão as inscrições suspensas se não regularizarem as pendências quanto à transmissão da GIM (Guia de Informações Mensais). Esta é uma das causas para que a inscrição estadual de uma empresa possa ser suspensa temporariamente, conforme prevê o regulamento do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços).

A suspensão pode ocorrer quando não for apresentada a GIM, por três meses consecutivos ou alternados, mesmo quando não houver movimento no período e este é o motivo da notificação que foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 25 de maio de 2016, para 152 empresas, que fazem parte de uma relação de 715 empresas que serão notificadas só no município de Boa Vista.

A entrega da GIM é uma obrigação que deve ser enviada até o dia 20 de cada mês. Nela constam os totais das entradas (compras) e das saídas (vendas) realizadas pela empresa. Apura-se destas informações os valores dos impostos que a empresa têm a recolher ou a recuperar. Os valores informados nessa guia são declarados pelos responsáveis pela empresa ou pelo contador.

“Após a notificação a empresa terá 72 horas para se regularizar, e se não o fizer, terá a inscrição estadual suspensa, sendo que após 72 horas da suspensão, será Baixa de Oficio, ação realizada pela Sefaz [Secretaria Estadual de Fazenda]. A empresa nesta situação, fica não habilitada para realizar as operações”, informou a chefe da Divisão de Informações Econômico Fiscal, Palmira Leão.

Além da não entrega da guia, outras situações que podem ocasionar a suspensão é quando a empresa não estiver exercendo a atividade no endereço constante no cadastro geral fazendário; deixar de funcionar sem avisar à repartição fiscal, no prazo estabelecido; deixar de atender as exigências do fisco, após ser notificado e não utilizar o documento fiscal ao qual esteja obrigado.

Para entrega da GIM e também para regularização dos cadastros em decorrência da não entrega desse documento, os contribuintes devem consultar a situação no site da Sefaz, no endereço www.sefaz.rr.gov.br, ir no ambiente da “Central de Serviços” e informar o CGF (Cadastro Geral da Fazenda) e a senha de cadastro.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas