Cotidiano
 
Sandra Botelho vence eleição e se torna primeira reitora do IFRR
A professora Joseane Cortez foi escolhida como a primeira diretora-geral do Campus Boa Vista Centro
 
Por - Redação I 10/06/2016 - 09:18 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Sandra Mara propôs na sua campanha uma gestão de oportunidades para o IFRR, baseada no tripé “Ética, Trabalho e Compromisso”
Pela primeira vez o Instituto Federal de Roraima (IFRR) elege uma mulher para comandar a instituição. Sandra Mara Botelho foi eleita para o quadriênio 2016-2020 com 27% de votos, após o processo de consulta à comunidade interna, que ocorreu nesta quarta-feira, dia 8, nas seis unidades do IFRR.

A nova reitora ingressou na instituição em 1980. Ela é licenciada em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Inglesa pela Universidade Federal de Roraima, e mestre em Educação pela Universidade Federal do Amazonas. Atualmente, atua na Assessoria de Relações Internacionais do instituto.

Sandra Mara propôs na sua campanha uma gestão de oportunidades para o IFRR, baseada no tripé “Ética, Trabalho e Compromisso”. Para a professora, a vitória consolida o trabalho desenvolvido como candidata à Reitoria e como servidora da instituição. “Àqueles que votaram em mim, sou grata pela confiança no trabalho que esta gestão de oportunidades propõe ao IFRR, com vistas ao bem da comunidade acadêmica que a ele está atrelada. Não posso deixar de agradecer à equipe que trabalhou comigo, aos estudantes e aos colegas servidores que exerceram sua cidadania por meio do voto, bem como aos demais candidatos, com quem pude conviver e aprender. Esperamos ansiosos por esse resultado, e é com muita felicidade que anunciamos a vitória da gestão de oportunidades no Instituto Federal de Roraima”, disse.

A mudança na gestão do IFRR ainda vai além. O maior campus de ensino da instituição, o Boa Vista Centro (CBVC), também elegeu uma mulher para o cargo máximo da unidade. É a professora Joseane Cortez, que foi eleita com 34% dos votos para diretora-geral.

Joseane iniciou sua carreira docente em 1984, atuando no antigo Território Federal de Roraima. O ingresso no IFRR se deu em 1995, quando foi transferida para a então Escola Técnica Federal de Roraima. Ela é licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria e especialista em Proeja e em Orientação Educacional. Além disso, é mestre em Ciências da Educação Superior pela Universidad Camilo Cienfuegos.

A nova diretora-geral do CBVC revelou que recebe a conquista com muito orgulho e felicidade. “Agradeço a todos os que compartilharam da crença que sempre esteve presente na minha trajetória como docente e como candidata. Recebo a vitória com humildade, pois sei que o caminhar será árduo, no sentido de reconstruirmos o que é necessário reconstruir e de fortalecermos o que o campus já conquistou de positivo. Nosso objetivo é realizar todo o trabalho por meio de uma gestão em rede, seguindo a proposta da campanha, a qual defendeu o caminhar coletivo, do grupo, da equipe”, afirmou.

Como primeira mulher eleita a gerir um campus do IFRR, ela acredita que a oportunidade “é um marco que ajudará a fortalecer o olhar de que a mulher é capaz de romper barreiras, de enfrentar problemas e de encontrar soluções corretas, com base em uma visão mais humana”.

O reitor do IFRR, Ademar de Araújo Filho, que termina seu mandato em setembro, considerou satisfatório o processo de consulta à comunidade interna. “De forma pacífica, respeitosa e democrática, finalizamos mais uma etapa importante para o crescimento e a consolidação do IFRR. Nada seria possível se não fosse a participação ativa das comissões e das subcomissões eleitorais, dos candidatos e da nossa comunidade acadêmica, a quem externo meus agradecimentos. Confiante de que a cidadania foi exercida em prol do avanço das ações educacionais, saúdo os eleitos, Sandra Mara Botelho, Joseane Cortez, Eliezer Nunes e George Sterfson, por essa conquista relevante para o futuro da Educação Profissional e Tecnológica no Estado de Roraima”, disse.

HOMOLOGAÇÃO

Conforme calendário do processo de consulta, a comissão eleitoral central deverá publicar e encaminhar o resultado final ao Conselho Superior do IFRR em 17 de junho. Já a homologação pelo conselho deverá ocorrer no dia 20 do mesmo mês.

AMAJARI

Com 60% dos votos, o professor George Sterfson Barros foi escolhido pela comunidade acadêmica do Campus Amajari do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR-CAM), para continuar como diretor-geral da unidade. O resultado foi anunciado pela Comissão Central, na tarde desta quinta-feira, dia 9.

Mas, antes mesmo de sair o resultado oficial, as parciais indicavam a vitória de Barros sobre Roberson de Oliveira Carvalho, professor do CAM desde 2010, que tentava a eleição. Por ser uma unidade nova, essa foi a primeira consulta para o cargo de diretor-geral de que o Campus Amajari participou. O eleito ficará mais quatro anos (2016-2020) à frente da unidade.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas