Cotidiano
 
XX Feira de Ciências começa nesta quinta no parque Anauá
Quinta e sexta a feira estará aberta à visitação das 15h às 19h e no sábado, a programação começa às 9h e vai até a noite
 
Por - Redação I 18/10/2012 - 11:22 -
———————————————————————————————————————————
Começa nesta quinta-feira (18) a XX Feira de Ciências de Roraima. O evento reúne 33 escolas públicas e particulares de Boa Vista, Iracema, Bonfim, Mucajaí, Caracaraí e Rorainópolis, com 123 trabalhos e participação de mais de mil alunos da educação básica. A abertura oficial será às 15h, no Forródromo do Parque Anauá. As atividades terminam no sábado e, além da parte científica, envolvem apresentações musicais, oficinas e encontros literários.

A feira faz parte da VII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Roraima, formada também pela II Mostra Científica de Química da Amazônia Setentrional e o III Torneio Estadual de Robótica Educacional. A programação completa pode ser consultada no site da Universidade Estadual de Roraima (www.uerr.edu.br). Quinta e sexta a feira estará aberta à visitação das 15h às 19h. No sábado, a programação começa às 9h e vai até a noite, quando serão premiados os melhores trabalhos.

Acadêmicos dos cursos de Química, Física e Biologia da UERR vão expor no Espaço Ciência projetos desenvolvidos no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência. O Espaço Ciência será montado no Museu Integrado de Roraima, que vai abrir o seu circuito expositivo de longa duração nos três dias de evento.

Dez oficinas serão oferecidas à comunidade durante a feira. Entre elas estão O uso de indicadores naturais de pH para o Ensino de Ciências, Pintura com Tinta de Solos, Oficina de fósseis e Literatura de cordel e as sextilhas da poesia popular. As inscrições podem ser feitas na sala da coordenação que será montada no forródromo ou pelo telefone 2121 0955.

ROBÔS

Quem gosta de tecnologia poderá prestigiar o III Torneio Estadual de Robótica Educacional nos três dias da feira, sempre das 15h às 18h. A UERR vai apresentar projetos desenvolvidos por acadêmicos e professores do curso de Física em cinco escolas de ensino médio de Boa Vista. Os alunos do curso de Eletrônica no Senai, que realizam trabalhos focados na robótica industrial, também vão participar.

O torneio serve para popularizar o trabalho desenvolvido pela UERR e o Senai com robôs. No caso da Universidade, o foco é a robótica com uso pedagógico. O objetivo da instituição, explica o professor Oscar Tintorer, coordenador do curso de Física e do torneio, não é construir máquinas, mas sim motivar nos alunos da educação básica o gosto pelo estudo desta disciplina, melhorando o raciocínio lógico e a capacidade de planejamento.

A UERR vai expandir futuramente o projeto de robótica educacional para os municípios de Pacaraima e São João da Baliza. Este ano foram investidos cerca de R$ 20 mil na aquisição de oito kits de robótica educacional de última geração.

ASPECTOS MULTICULTURAIS

Ciência, tecnologia e arte vão andar juntas nos três dias da feira, destacando a multiculturalidade de Roraima. A programação é gratuita e será realizada no forródromo.
Na quinta-feira, às 17h, haverá uma roda de capoeira, seguida da apresentação do conjunto de vozes da Academia de Música Allegro. Na sexta, também às 17h, apresenta-se o grupo de ciranda Cangaceiros do Thianguá. A banda de rock Haadj toca a partir das 18h.

No sábado a feira terá programação mais longa. Durante todo o dia estará no parque Anauá a Biblioteca Itinerante Barca das Letras, fazendo uma intervenção colorida, alegre e lúdica de incentivo à leitura. Também oferecerá a oportunidade da prática da solidariedade, pois receberá doações de livros, revistas, gibis, brinquedos e material escolar para levar para as crianças indígenas de Raposa Serra do Sol, próximo porto onde atracará. A Barca é uma ação do Movimento NossaCasa de Cultura e Cidadania, criado pelo arte-educador amapaense Jonas Banhos, que desde 2008, vem contribuindo para a formação do novo cidadão de comunidades tradicionais/originárias da Amazônia ao Chuí. É diversão garantida para os que por lá comparecerem. Além da Barca, o ônibus do BiblioSesc também estará presente.

Às 16h começa o II Encontro de Cordelistas de Roraima, uma ação feita em parceria com o Coletivo Arteliteratura Caimbé. A intenção é fazer um sarau reunindo o maior número possível de escritores de literatura de cordel, repentistas e apaixonados por todos os tipos de poesia. Os microfones da feira serão disponibilizados para todas as pessoas que queiram declamar poesias próprias ou de outros autores, espalhando versos pelo parque.

Depois dos cordelistas, será a vez da turma do coletivo de hip hop ABankaToda mandar as suas rimas na feira. Confirmaram presença o grupos Gang do Rap e The Kings, além dos MCs HD, Mentor, Smoke, WJ e Mano Rafa. Enquanto estiverem no palco, os grafiteiros Snake e HD vão pintar telas abordando a temática da feira: sustentabilidade, economia verde e erradicação da pobreza.

Depois do hip hop será a vez da música erudita, apresentada ao público pela Orquestra de Câmara do Instituto Boa Vista de Música. "A programação da feira reflete a multiculturalidade de Roraima e a nossa intenção é, além de unir ciência e arte, contribuir para a valorização destes aspectos", afirma a professora Ivanise Rizzatti, pró-reitora de pesquisa da UERR e coordenadora geral da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Roraima.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas