Esportes
 
Gari de Boa Vista vai conduzir a Tocha Olímpica na capital
Maria Helena da Costa atua nos movimentos de conservação ambiental e conta que uma das maiores dificuldades nesse tipo de atividade é o desrespeito com o meio ambiente
 
Por - Redação I 16/05/2016 - 10:53 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Victoria Kamila
Maria Helena da Costa, 44, que trabalha na área há mais de 13 anos, conduzirá a tocha olímpica em Boa Vista
A limpeza da capital é uma das marcas da Prefeitura de Boa Vista. E quem faz isso acontecer no dia a dia são cerca de 750 garis. Entre eles está Maria Helena da Costa, 44, que trabalha na área há mais de 13 anos. Por seu reconhecido trabalho, ela foi uma das pessoas escolhidas para conduzir a Tocha Olímpica no dia 18 de junho.

Para Maria Helena, o trabalho de gari é árduo, mas representa uma grande contribuição à sociedade. “A gente fica de sol a sol. E quando necessário, até debaixo de chuva, para deixar Boa Vista mais limpa para os moradores. Sei da importância do meu trabalho, que é realizado com muita paixão e dedicação”, disse.

Ela também atua nos movimentos de conservação ambiental e conta que uma das maiores dificuldades nesse tipo de atividade é o desrespeito com o meio ambiente. “A população também tem a sua parcela de colaboração na limpeza da cidade antes de jogar lixo nas ruas. É triste passar por locais de Boa Vista e ver lixo a céu aberto, galhadas nas ruas e locais que a gente já limpou, sujos”, comentou.

A servidora pública já tem alguns motivos a mais para sorrir. Ela é um dos 12 condutores escolhidos pela prefeitura para representar o estado no revezamento da Tocha Olímpica, que passará por Boa Vista no dia 18 de junho. Sobre este evento, a expectativa é das melhores.

“Eu nunca imaginei que teria essa oportunidade em um evento único que vai entrar para a história de Boa Vista e dos Jogos Olímpicos. Para mim, é motivo de orgulho e já me sinto vitoriosa em poder carregar o símbolo olímpico pelas ruas da minha cidade que ajudo a manter limpa todos os dias”, comentou.

Ela dedica esse reconhecimento a todos os garis de Boa Vista e à cidade que lhe deu oportunidade de emprego. “Eu amo demais Boa Vista, porque vim de uma vida difícil no Maranhão. E aqui comecei do zero com minha família. Hoje sou grata a este lugar que me acolheu com muito carinho. A minha maior luta hoje é continuar meus estudos e conquistar o sonho da casa própria”, comentou emocionada.

Dia do Gari - O Dia 16 de maio é dedicado para homenagear os profissionais responsáveis em manter limpas as vias públicas, praças, parques e praias das cidades. Para Ítalo Lobato de Melo, gerente Operacional da Sanepav, empresa que presta serviços de limpeza para a prefeitura, a atividade é de fundamental importância para a cidade de Boa Vista.

“A prefeita Teresa Surita sempre fez questão de valorizar e homenagear essas pessoas, porque sabe da importância que o gari tem para a nossa cidade. São pessoas que todos os dias mantêm limpas as ruas e fazem tudo isso com esforço e muita dedicação. Apesar da falta de reconhecimento e incentivo da população, eles gostam do que fazem e isso para nós serve de estímulo para motivá-los cada vez mais”, disse.

Um pouco de história - No Brasil, uma das primeiras ações organizadas para o serviço de recolhimento do lixo urbano apareceu no governo imperial. Em 1976, o governo do Rio de Janeiro contratou a empresa do francês Pedro Aleixo Gary, para transportar o lixo produzido na cidade para a ilha de Sapucaia. O seu sobrenome (Gary) passou a ser usado para designar os funcionários que realizavam a coleta de lixo nas cidades. Assim, os cariocas quando queriam que as ruas fossem limpas, após a passagem dos cavalos, chamavam os "garis".

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas