Empreendedor
 
Abrir o próprio negócio vira alternativa do brasileiro para fugir do desemprego
O Brasil já soma mais de 5,6 milhões de microempreendedores individuais e segundo as projeções econômicas, esse número deve continuar a crescer impulsionado principalmente, pelo desemprego
 
Por - Redação I 05/05/2016 - 11:12 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Roraima possui cerca de 7 mil microempreendedores individuais
Investir no próprio negócio foi a saída encontrada por muitos brasileiros para fugir do vilão desemprego. Mas não basta apenas abrir uma empresa. É preciso aprender a cuidar do empreendimento.

O Brasil já soma mais de 5,6 milhões de microempreendedores individuais e segundo as projeções econômicas, esse número deve continuar a crescer impulsionado principalmente, pelo desemprego. Conforme a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), a proporção de pessoas no Brasil que decidiu empreender por necessidade aumentou de 29% em 2014, para 44% em 2015.

A dona de casa Diva Cruz é um exemplo. Assim como muitas pessoas, ela está buscando um meio de obter uma renda e ajudar no sustento da família. E quer fazer isso abrindo o seu próprio negócio. “Estou buscando uma alternativa de renda e pretendo trabalhar na área de alimentação. A vantagem é que posso trabalhar em casa e perto da família”, afirmou.

Diva foi uma das pessoas que buscaram orientações fornecidas pelo Sebrae Roraima na 8ª Semana do Microempreendedor Individual. A ação será realizada até sábado (7), e oferta gratuitamente atendimento com cursos, palestras e orientações empresariais para quem já tem um negócio ou para quem deseja empreender.

“Vim buscar por informações e decidi assistir às palestras porque elas nos ensinam a organizar o nosso negócio e a trabalhar de maneira correta”, disse a futura empreendedora.

A preocupação de Diva é importante. Segundo dados divulgados pela Receita Federal, em Roraima dos cerca de 7 mil microempreendedores individuais 65,29% estão em situação de inadimplência, escolhida como um dos temas centrais da Semana.

“O Sebrae Roraima está oferecendo toda uma gama de serviços que proporcionam ao MEI a condição de gerir, organizar suas finanças, planejar o crescimento de suas empresas e obter informações junto aos órgão que são nossos parceiros. O resultado disso é a redução da inadimplência e principalmente, fomentar o crescimento da economia com uma melhor distribuição de renda”, destacou o analista técnico do Sebrae Roraima, Jefferson Silva.

ATENDIMENTOS

Os interessados em participar das atividades da Semana do MEI, devem procurar um dos cinco pontos de atendimento organizados para a ação. Eles funcionam nos seguintes locais:

- Sede: avenida Major Williams, no bairro São Pedro
- Tancredo Neves: avenida Ataíde Teive.
- Sala do Empreendedor: Terminal do Caimbé
- Tenda Pintolândia: Cruzamento da Av. Nazaré Filgueiras com a Delman Veras
- Tenda União: avenida Carlos Pereira de Melo

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas