Esportes
 
Fuer confirma quinta edição dos Jogos Universitários Indígenas
Com a primeira edição em 2012, os Jogos Universitários Indígenas de Roraima continua a ser o único evento esportivo do Brasil destinado exclusivamente para universitários indígenas
 
Por - Redação I 23/03/2016 - 12:32 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Evento ocorrerá nos dias 29 e 30 de abril, no Gressb
A Federação Universitária de Esportes de Roraima (Fuer) firmou parceria com o Grêmio Recreativo de Subtenentes e Sargentos de Boa Vista (Gressb), 6º Batalhão de Engenharia de Construção (6º BEC) e Exército Brasileiro para a realização da quinta edição dos Jogos Universitários Indígenas de Roraima. O evento ocorrerá no dia 30 de abril, no Gressb, localizado na avenida Terêncio Lima.

Atletas das instituições de ensino superior interessados em participar os jogos podem enviar um email para fuer@cbdu.org.br. É cobrada uma taxa no valor de R$ 60 por atleta. Este ano, o evento contará com as modalidades masculinas e femininas: arco e flecha, cabo de guerra e futebol. As competições começam às 8h e vão ocorrer durante o dia inteiro, com a premiação ao final das disputas.

A presidente da Fuer, Elaine Morellato, destaca que a meta é não deixar a ideia do evento morrer. "Vamos para a quinta edição dos Jogos Universitários Indígenas e a cada ano consolidamos ainda mais este evento. Nossa meta é resgatar a cultura indígena, por meio do esporte. Contamos com a participação dos atletas indígenas das instituições superiores, para que participem e nos ajudem a fazer um belo torneio”, frisou a presidente.

Com a primeira edição em 2012, os Jogos Universitários Indígenas de Roraima continua a ser o único evento esportivo do Brasil destinado exclusivamente para universitários indígenas. Devido este trabalho de referência realizado no Estado, Elaine Morellato foi convidada no final de 2015, pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), para ser a diretora do Núcleo de Esportes Universitários Indígenas, responsável por articular a primeira edição dos Jogos Universitários Indígenas do Brasil.

"Desde que assumimos, em 2011, nos empenhamos muito para fomentar o desporto universitário no nosso estado, que estava esquecido. Começamos a promover competições exclusivas, como no caso dos Jogos Indígenas. Foi uma experiência que deu certo e agora vamos expandir para o restante do país”, destacou a presidente.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas