Cotidiano
 
Palestra aborda risco de entrada do amarelecimento letal do coqueiro
O palestrante será o pesquisador francês do Cirad, Michel Dollet, referência mundial em epidemiologia e manejo de doenças letais do coqueiro
 
Por - Redação I 24/11/2015 - 12:23 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
Os interessados em participar podem comparecer a Embrapa Roraima, sem necessidade de inscrição prévia
Com o objetivo de trazer informações sobre o amarelecimento letal do coqueiro, a principal doença da cultura do coco no mundo, a Embrapa Roraima realizará no dia 27 de novembro, das 8h às 10h, a palestra “Doenças de palmeiras, com ênfase no Amarelecimento Letal do Coqueiro”. A apresentação será feita pelo pesquisador Michel Dollet, do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento – Cirad.

O evento terá como públicos-alvo técnicos da Aderr, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Secretarias de Agricultura do estado, produtores, extensionistas e estudantes. Os interessados em participar podem comparecer a Embrapa Roraima, sem necessidade de inscrição prévia. A palestra será realizada na língua inglesa, com tradução simultânea.

O Amarelecimento letal do coqueiro é uma doença ainda sem ocorrência no Brasil (Quarentenária ausente), mas com alto risco de entrada em Roraima, pois está presente no Caribe. É causada por fitoplasmas transmitidos por insetos e ataca coqueiros e outras palmáceas. Plantas susceptíveis á doença morrem em um período de 3 a 6 meses após o aparecimento dos primeiros sintomas. Nos últimos 30 anos, cerca de 50% dos coqueiros da Flórida e 80% dos coqueiros da Jamaica morreram em consequência do Amarelecimento letal.

PERFIL

Pesquisador francês do Cirad, Michel Dollet é referência mundial em epidemiologia e manejo de doenças letais do coqueiro. De 2015 a 2018, o pesquisador estará desenvolvendo trabalhos em conjunto com pesquisadores na Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju – SE) e parceiros por meio do programa Ciência sem Fronteiras na modalidade Pesquisador Visitante Especial (PVE), conduzido pelo CNPq.

MERCADO

O Brasil possui cerca de 280 mil hectares cultivados com coqueiro, com uma produção equivalente a dois bilhões de frutos, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, 2014). O cultivo cresceu significativamente nas últimas décadas devido, principalmente, a expansão da área cultivada em regiões não tradicionais e a ampliação do mercado consumidor de produtos derivados do coco. A produção nacional se destina basicamente a produção de coco seco in natura, do produto industrializado (coco-ralado e leite de coco) e a produção de água de coco.

INFORMAÇÕES:

Evento: Palestra “Doenças de palmeiras, com ênfase no Amarelecimento Letal do Coqueiro”
Data: 27/11/2015
Horário: das 8h ás10h
Local: Auditório da Embrapa Roraima

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas