Cotidiano
 
Justiça bloqueia conta do Estado e pagamento dos servidores só dia 10
O governo do Estado havia feito o repasse de apenas 33% aos poderes constituídos
 
Por - Redação I 02/10/2015 - 10:09 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Neto Figueredo
O secretário estadual de Fazenda, Kardec Jakson, foi notificado da decisão na tarde desta quinta-feira
A Justiça determinou na tarde desta quinta-feira (1º), o bloqueio da conta única do governo do Estado para o repasse integral do duodécimo aos poderes constituídos (Assembleia Legislativa, Defensoria Pública, Ministério Público, Ministério Público de Contas, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça). Em razão dessa decisão, segundo o governo do Estado, o salário dos servidores públicos estaduais da administração direta e parte da indireta deverá ser feito até o dia 10, quando é feito o primeiro repasse do mês do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Como o dia 10 cai num sábado, e são necessárias pelo menos 24 horas para o processamento do pagamento pelo banco responsável, os servidores do Executivo correm o sério risco de receber seus salários apenas no dia 13 de outubro (terça-feira), já que na segunda-feira é feriado, Dia de Nossa Senhora de Aparecida.

O governo do Estado também alega a crise financeira que enfrenta o País e por consequência a redução nos repasses do FPE, de onde advém 77% da receita estadual, além das despesas decorrentes de pagamento de dívidas deixadas pelas gestões passadas que já ultrapassam R$ 219 milhões.

“Chegamos ao limite. Agora não havia recurso para o duodécimo e para o salário. Como a Justiça determinou o repasse aos poderes, esperamos a compreensão dos servidores. Vamos fazer o pagamento dos salários até o dia 10 e estamos trabalhando para que esse problema não se repita no mês de outubro”, frisou o secretário estadual de Fazenda, Kardec Jakson.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas