Cotidiano
 
Governo promove primeiro encontro de cooperação internacional dos Estados de Roraima e Bolívar
Durante o encontro serão debatidos temas como agricultura, com destaque para o comércio de insumos, equipamentos e transferência de tecnologia
 
Por - Redação I 20/07/2015 - 10:17 -
———————————————————————————————————————————
Roraima e Bolívar são dois Estados fronteiriços. E a relação entre os dois pode ir muito além do seu posicionamento geográfico. E é para discutir políticas de benefício mútuo que representantes de Roraima e do Estado venezuelano participam nessa segunda-feira, dia 20, do 1º Encontro de Cooperação Internacional dos Estados de Roraima e Bolívar. A programação inicia a partir das 14h30, no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos.

A comissão venezuelana que chega a Boa Vista no início da tarde desta segunda é composta pelo governador de Bolívar, Francisco Rangel Gomez; o presidente da Câmara de Comércio Binacional Brasil-Venezuela, Guido Fratini; presidente do Instituto de Minas do Estado de Bolívar, Jhon Madero, além de secretários de governo, autoridades militares e empresários. De Roraima, participarão secretários de Estado, representantes da Receita Federal e empresários de diversos segmentos.

Durante o encontro serão debatidos temas como agricultura, com destaque para o comércio de insumos, equipamentos e transferência de tecnologia. “Os venezuelanos têm muito interesse na nossa agricultura, que está em franco desenvolvimento. Por outro lado, as indústrias de base venezuelanas são muito atrativas, com a produção de ferro, alumínio e calcário, esse último, tão importante para os nossos produtores”, destacou a secretária Extraordinária de Assuntos Internacionais, Verônica Caro.

Na área de infraestrutura, o fortalecimento do turismo com a criação de uma linha de ônibus para cobrir a rota Boa Vista – Santa Elena do Uairén – Puerto Ordaz, além de uma linha aérea para atender esse trecho. Nesse tópico serão abordados ainda os problemas relacionados à burocracia.

“As relações entre os dois Estados podem se tornar muito importantes para as nossas economias”, destacou Verônica Caro, que pontuou ainda que os acordos também contemplarão as áreas de saúde, educação e Mercosul. “Precisamos encontrar boas soluções e fechar acordos. São duas economias que podem se complementar gerando resultados satisfatórios para todos”.

Segundo a secretária, a partir deste encontro, será criada uma comissão que vai acompanhar o desenvolvimento das propostas apresentadas em uma carta de intenções firmada entre os dois governos, a fim de manter a continuidade dos acordos.

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas