Cotidiano
 
Operação Curare V encerra com saldo de R$ 200 mil em apreensões
As apreensões chegaram a valores próximos a R$ 200.000,00 - sendo R$ 70.000,00 em apreensões de madeira, R$ 40.000,00 em combustível e R$ 90.000,00 em demais ítens irregulares
 
Por - Redação I 04/04/2015 - 11:16 -
———————————————————————————————————————————
Fotos: Divulgação
O comandante da 1ª Bda Inf Sl, general Carlos Alberto Mansur (centro) acompanhou de perto a destruição de pistas de pouso em áreas de garimpo
O Comando Militar da Amazônia (CMA), com sede em Manaus, decidiu encerrar as atividades relativas à Operação Curare V, iniciada no dia 25 de março e coordenada pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl) em Roraima. Segundo o comandante da 1ª Bda Inf Sl, general Carlos Alberto Mansur, "os objetivos foram plenamente atingidos".

Conforme avaliado pelo comando da operação, as apreensões chegaram a valores próximos a R$ 200.000,00 - sendo R$ 70.000,00 em apreensões de madeira, R$ 40.000,00 em combustível e R$ 90.000,00 em demais ítens irregulares. Duas pistas de pouso utilizadas pelo garimpo ilegal foram destruídas, mais de 4.000 revistas a veículos e pedestres foram feitas, e 11 embarcações usadas no garimpo ilegal foram neutralizadas.

Ainda foram prestados 400 atendimentos de saúde, recuperação de escolas, entrega de Bandeiras Nacionais Brasileiras e palestras sobre combate às drogas para cerca de 1.000 pessoas.

Na avaliação do comando da Brigada, a presença do Exército Brasileiro, bem como das agências parceiras e órgãos de segurança pública no arco transfronteiriço roraimense, foi extremamente positiva para o sucesso da Operação.

Segundo o tenente coronel Alexandre Passos, comandante do 1º Batalhão de Infantaria de Selva Aeromóvel, que acompanhou uma Ação Cívico Social (ACISO) no município de Uiramutã, "foi emocionante ver crianças com idade em torno de seis anos cantando o Hino Nacional Brasileiro com tamanho desembaraço".

O Comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva agradeceu a comunidade roraimense mais uma vez pela compreensão durante o período da operação. "Alteramos a rotina da comunidade, mas esperamos que os objetivos maiores, que são proporcionar a proteção de nossas fronteiras e de nossas famílias supere qualquer inconveniente que possa ter ocorrido".

 
 
 

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas