Cotidiano
 
Secretaria de Educação divulga resultado preliminar do processo Seletivo Indígena
Os professores terão carga horária de 25 horas semanais, sendo 16 horas em atividades em classe e 9 horas de atividades extraclasse
 
Por - Redação I 20/04/2013 - 16:16 -
———————————————————————————————————————————

O resultado preliminar do processo seletivo que contratará 133 professores indígenas já está disponível no site da Secretaria Estadual de Educação (SEED), www.educacao.rr.gov.br no link download/seletivos. O certame contou com 622 inscritos e foram classificados 568 candidatos. O prazo para interposição de recursos está reservado para os dias 19 e 22 de abril.

O resultado final será divulgado no dia 23. A convocação, cadastramento e lotação, ficaram para os dias 24 e 25 de abril. Os professores classificados terão carga horária de trabalho de 25 horas semanais, sendo 16 horas em atividades em classe e 9 horas de atividades extraclasse. Os salários variam de R$ 1.462,62 a R$ 2.031,17.

A seleção é mediante análise curricular de caráter classificatório e avaliação de títulos. Os professores contratados vão atender as modalidades de Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas escolas localizadas nas Amajari, São Marcos, Surumu, Raposa.

E ainda Serras, Serra da Lua, Taiano, Murupú, Baixo Cotingo, e Wai Wai. O processo seletivo foi destinado exclusivamente para professores indígenas com o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Foram disponibilizadas 17 vagas na modalidade de Ensino Fundamental (1° ao 5° ano) e 30 vagas para a modalidade Língua Materna Indígena. E ainda 86 vagas para as modalidades de Ensino Fundamental (6° ao 9° ano) Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“Com o seletivo, vamos suprir grande parte da demanda de nossas escolas indígenas, destacou Ineide Isidoro, chefe da Divisão de Educação Indígena (DIEI) da SEED.

INDÍGENAS

De acordo com o Censo Escolar da Educação Básica, Roraima conta hoje com 248 escolas indígenas e 13.575 alunos matriculados. Um total de 1.308 professores atuam nestas instituições de ensino e destes, apenas 23 são professores não-indígenas. As unidades escolares indígenas também ofertam a modalidade de Educação Especial.

Entre os projetos realizados nestas unidades escolares, destacam-se: “Uyesereukon Manukon” que na língua Macuxi quer dizer Vivenciando a nossa cultura, realizado nas 64 escolas localizadas na região das Serras em Uiramutã.
E também o projeto “Kumaggi Tucupi”, que na língua Taurepang significa Projeto de Língua, desenvolvido em 32 instituições na região São Marcos, em Pacaraima.

     
     
     

 

 

Imprimir Enviar Corrigir Tamanho: A+ a-




Notícias relacionadas